Loading

Valmir Vilmar de Sousa

vevesousa1958@gmail.com

MANHÃ DE OUTONO


 

Manhã de outono que me traz lembranças

De tempos idos, vividos, sentidos

Amores perdidos, recordações

Momentos existenciais, espaciais

Flores jogadas ao vento

Eternos beijos dissipados

Nas ondas do mar, no ar

Abraços calorosos a rodopiar

Numa valsa falseada

O sol surgindo no horizonte

A refletir no mar

Eu aqui sentado, descansado

Numa manhã de outono

A imaginar e questionar

Na clausura das Carmelitas

Como fazem o tempo passar?

Numa manhã de outono...

 

Valmir Vilmar de Sousa (Vevê) 04/04/20